domingo, 23 de agosto de 2009

Mini Projeto Dia da árvore


Objetivos: Sensibilizar os alunos para o assunto desmatamento; sensibilizar as crianças para os benefícios da árvore no dia a dia de todos os seres vivos; promover o cuidado com o meio ambiente.

Faixa etária: De 2 a 10 anos

Desenvolvimento: Através da roda de conversa inicie explorando o tema com os alunos, pergunte se em suas casas possuem árvores, ou próximo, converse se sabem para que elas servem. Explique que há vários tipos de árvores e ela posssuem muitos benefícios.

( abaixo texto informativo que pode ser utilizado como fonte de informação para o professor abordar na roda de conversa, aborde os assuntos de acordo com a faixa etária).


A ÁRVORE

A maior de todas as plantas. As árvores mais altas podem medir mais do que um edifício de 30 andares.


  • Podem viver milhares de anos e estão em contínuo crescimento.


  • Suas folhas produzem o alimento que as mantêm.


  • Nas regiões onde o inverno é rigoroso, perdem as folhas no outono. Outras conservam as folhas no inverno, permanecendo verdes o ano todo. Com a chegada da primavera, novas folhas e flores começam a nascer. As flores se transformam em frutos, que contêm as sementes que se transformarão em outras árvores.


  • O cerne da árvore é chamado de madeira.


  • A árvore se distingue das outras plantas em três aspectos: em geral, sua altura mínima é de 4,5 m; possui um caule lenhoso, chamado tronco; o diâmetro mínimo do tronco é de 8 cm. Os milhares de tipos de árvores enquadram-se em dois grupos principais: latifoliadas (de folhas largas) e angustifoliadas (de folhas estreitas).
    Produtos da Madeira.


  • A madeira das árvores tem grande valor comercial. As toras são largamente utilizadas pelas indústrias de construção e de móveis. A pasta de madeira, principal matéria-prima para a fabricação do papel, resulta do processo de desfibrar e triturar as toras. A indústria química utiliza a polpa da madeira para fazer álcool, plásticos e outros produtos.
    Produtos Alimentícios.


  • O homem se alimenta dos frutos da árvore desde tempos imemoriais. A maior variedade de árvores frutíferas cresce nas regiões tropicais e subtropicais.

  • Outros Produtos. A árvore-da-borracha, ou seringueira, produz o látex, um líquido leitoso utilizado na fabricação da borracha natural. Os pinheiros produzem uma resina pegajosa utilizada na fabricação da terebintina. A casca esponjosa do carvalho-sobreiro, que cresce nos países do Mediterrâneo, fornece a cortiça.


  • Muitas árvores produzem substâncias utilizadas como remédios.


As Árvores e a Conservação da Natureza.


As árvores ajudam a conservar o solo e a água. Suas raízes impedem que o solo seja erodido pelas chuvas fortes. As raízes também ajudam a armazenar água no solo. Nas regiões montanhosas, as florestas evitam as avalanches de neve e também fornecem abrigo à vida selvagem.


  • As árvores ajudam a preservar o equilíbrio dos gases na atmosfera. Suas folhas absorvem gás carbônico do ar e produzem oxigênio. Esses dois processos são fundamentais para a sobrevivência do homem.
ESPÉCIES DE ÁRVORES


Ipê-amarelo, árvore tipicamente brasileira.


Existem cerca de 400 mil espécies de árvores catalogadas. Os cientistas que estudam as plantas, chamados de botânicos, agrupam em famílias os diversos tipos de árvore e as plantas com as quais compartilham traços comuns. A acácia (árvore), a giesta (arbusto) e o feijoeiro (trepadeira), por exemplo, pertencem todos à mesma família. Essas plantas são reunidas num só grupo porque se reproduzem da mesma maneira e possuem flores semelhantes. As árvores podem ser divididas em seis grupos.



  • As Árvores Latifoliadas são as mais numerosas e variadas do mundo. Têm as folhas largas e chatas e madeira dura. Pertencem a uma classe de plantas chamada de angiospermas. Essas plantas dão flores que se transformam em frutos, que, por sua vez, envolvem completamente as sementes.

  • As Árvores Angustifoliadas compreendem os diferentes tipos de abetos e pinheiros, dos quais existem cerca de 500 espécies. A maioria dá folhas estreitas, pontudas, em forma de agulha. Pertencem a uma classe de plantas chamada gimnospermas, que se caracterizam pelas flores extremamente simples e por sementes que não ficam encerradas numa cavidade fechada, ou seja, dentro de frutos. Elas pertencem a quatro famílias – a dos pinheiros, a dos teixos, a dos ciprestes e a das sequóias. A família das sequóias só existe na América do Norte. Há sequóias que atingem cerca de 100 m de altura, com troncos que podem medir até 12 m de diâmetro.

  • As Palmeiras, os Pandanos e os Dragoeiros pertencem ao grande grupo das plantas de flor chamadas monocotiledôneas. Essas árvores crescem sobretudo nos climas quentes. Dos três tipos de árvores deste grupo, as palmeiras são as mais importantes.

  • As Cicadáceas se parecem muito com as palmeiras. Têm um tronco sem ramos, com uma coroa de folhas longas em forma de pena.

  • Fetos Arborescentes. São mais conhecidos sob a forma de plantas pequenas, como as samambaias, de frondes (folhas) verdes em forma de pena. Fazem parte de um grupo também conhecido como pteridofita. Reproduzem-se por meio de minúsculas células chamadas esporos, que se desenvolvem na face inferior das folhas.

  • Os Gincos constituem uma espécie de árvore antiqüíssima. Ao contrário das outras árvores gimnospermas, o ginco dá folhas em forma de leque.

AS PARTES DA ÁRVORE
A árvore possui três partes principais: o tronco e os ramos ou galhos; as folhas; e as raízes.
O Tronco e os Ramos determinam o formato da árvore. Os troncos das árvores latifoliadas e angustifoliadas são formados por quatro camadas sobrepostas de tecido vegetal, e continuam nos ramos e nas raízes. Essas camadas, da mais interna para a mais externa, são: lenho, câmbio, líber, feloderme, felogênio e súber.
O lenho é a parte central do tronco. Possui minúsculos canais que transportam, das raízes até as folhas, a água misturada com minerais. Esse líquido é chamado de seiva.
As Folhas das várias espécies de árvores diferem no tamanho e na forma. As palmeiras têm folhas de até 1,20 m de largura por 6 m de comprimento. As folhas de algumas angustifoliadas medem menos de 15 mm de comprimento. Certas latifoliadas possuem folhas compostas, formadas por folíolos (pequenas folhinhas).
A principal função das folhas é produzir alimento para a árvore, por meio da fotossíntese, que é um processo pelo qual a planta capta energia solar e a armazena na forma de energia química (alimento). Durante a fotossíntese, o vegetal também absorve o gás carbônico e devolve para a atmosfera o oxigênio. Este processo é fundamental para a manutenção das taxas desses gases na atmosfera. O alimento produzido pelas folhas é chamado seiva elaborada.
As Raízes são ramos longos e subterrâneos do tronco. Têm as mesmas camadas de tecido do tronco. Fixam a árvore no chão e absorvem a seiva bruta contida no solo. As raízes principais subdividem-se em pequenas raízes, que por sua vez, se subdividem em outras ainda menores.
As Flores e os Frutos são as partes por intermédio das quais a maioria das árvores se reproduzem.


COMO UMA ÁRVORE CRESCE
A maioria das árvores nasce de uma semente. Em contato com o solo, a semente germina e a árvore começa a crescer.
Como as Sementes Se Transformam em Árvores. As sementes contêm os elementos que se transformam no tronco e nas raízes das árvores, como o cotilédone e uma reserva de alimento vegetal. Depois que a semente cai da árvore-mãe, ela descansa por algum tempo sobre o chão. Esse período é chamado de dormência que pode variar de uma espécie para outra e de acordo com as condições ambientais. A água, o ar e a luz solar ajudam a semente a germinar (começar a crescer). O alimento armazenado na semente nutre a jovem árvore, ajudando-a a se desenvolver.
Como as Folhas Produzem o Alimento da Planta. À medida que uma jovem folha se desenvolve, ela recebe a seiva das raízes. Absorve também o gás carbônico do ar. A folha utiliza a energia da luz solar para transformar a seiva bruta e o gás carbônico em açúcar. Esse processo tem o nome de fotossíntese. O açúcar produzido pelas folhas fornece alimento ao tronco, ramos e raízes. Durante a fotossíntese, as folhas também produzem oxigênio e o liberam na atmosfera.


Como as Árvores Se Reproduzem.


A maioria das árvores se reproduz sexuadamente. Ou seja, as sementes só são produzidas quando o pólen da parte masculina da flor entra em contato com a parte feminina. Muitas árvores dão flores que contêm essas duas partes. O pólen da parte masculina pode simplesmente cair sobre a parte feminina. Outros tipos de árvores dão flores masculinas e femininas distintas, que nascem na mesma árvore ou em árvores separadas. O pólen é transportado até as flores femininas por meio de insetos, do vento ou de outros agentes. Depois de receber o pólen, a flor se transforma num fruto ou cone que contém uma ou mais sementes.
As árvores também podem reproduzir-se por meio de um processo chamado de reprodução vegetativa. Quando uma árvore é cortada ou derrubada pelo vento, seu toco pode criar brotos verdes. Com o passar do tempo, um ou vários brotos podem desenvolver-se e se transformar em árvores.



SUGESTÃO DE ATIVIDADES:
  • Pesquise com os alunos gravuras e monte um mural com os vários tipos de árvores.
  • Monte um painel com gravuras que retratam os benefícios da árvore.(serve de abrigo para os animais, servem para fabricação de móveis, etc..)
  • Peça para que os alunos pesquisem sobre desmatamento x desenvolvimento sustentável (atividade indicada para alunos do 3º ano em diante). Falar sobre a exploração da madeira de forma sustentável.
  • Após falar sobre a importância das árvores na alimentação pode-se fazer um lanche coletivo com frutas, palmito, chás, etc...
  • Monte em papel pardo uma atividade em grupo, desenhe uma árvore e peça que os alunos colem folhas secas e verdes caídas das árvores, escreva se souber o nome da árvore que pertence a folha.
  • Faça a atividade adote uma muda,se for possível compre mudas e distribua para os alunos no dia da árvore para que eles plantem em suas casas, se houver espaço na escola, plante com eles, ou nas calçadas dos bairros. ( mudas de ipê são boas para plantar em calçadas, pois embelezam as ruas e suas raízes não estragam as calçadas. Já as Frutíferas;Evite frutas maiores que uma goiaba. Ninguém gosta de encontrar uma jaca ou uma manga na capota do carro. Algumas frutas podem manchar a pintura de carros. As frutíferas atraem pássaros.)


Seguidores

Visitantes