quarta-feira, 28 de abril de 2010

Dia Das Mães - 2º Domingo de Maio

Um Texto Especial para o Dia das Mães:

(Pode ser recitado , tocando ao fundo a música Obrigado! Mãe - Cristina Mel)


Obrigado, mamãe!

Hoje é o melhor dia do ano,
É um dia especial.
É mais que aniversário!
Hoje pe o Dia das Mães!


É tão bom quanto o Natal!
Vou muito bem na escola,
E não fiz nada de errado
Pra ter que bajular.

Então deve ser verdade
Isso que eu quero falar:
Obrigado, mamãe,
Pelas noites mal dormidas,
Pelas horas tão sofridas
Que você me dedicou.
Obrigado, mamãe,
Por esse amor tão profundo,
Por me ter posto no mundo,
Por fazer tudo o que eu sou.

Muito obrigado, mamãe!
Obrigado por seu carinho,
Por todo esse amor, todinho,
Que você deu para mim..


Obrigado, mamãe...

Pedro Bandeira, Obrigado, mamãe!
O livro do amor pela mulher mais importante do mundo.
Editora Moderna.
TEXTO INFORMATIVO

Nos Estados Unidos, uma moça chamada Ana Jarvis começou uma campanha para que o Dia das Mães fosse comemorado no segundo domingo de maio, dia em que morreu a sua mãe. Aos poucos a campanha de Ana teve sucesso e conquistou quase todo o mundo.
Curiosidades do dia das mães
  • Algumas tribos, como os Assam em África, afirma não ter famílias, mas sim “maharis”, ou seja, “maternidades”.
  • Os nomes das famílias chinesas têm geralmente uma indicação (prefixo) relativa à maternidade. É uma maneira de homenagear as mães da família.
  • Tal como nós, os Gregos antigos celebravam o dia da Mãe na Primavera. Evocavam Rhea, a mãe dos deuses, fazendo oferendas de bolos de mel, boas bebidas e flores, logo pela madrugada. Talvez seja este o início da tradição de levar o pequeno-almoço à cama no Dia da Mãe!
  • A Família Imperial do Japão assinala os seus descendentes a partir de Omikami Amatersasu, a Mão do Mundo.
  • As escrituras da religião hindu atribuem à Grande Mãe, Kali Ma, a invenção da escrita, através de alfabetos, pictogramas e imagens sagradas de grande beleza.
  • O Presidente George Washington disse um dia: “A minha mãe é a mulher mais bonita que alguma vez vi. Atribuo todo o meu sucesso na vida, à educação moral, intelectual e física que recebi dela”.
  • A palavra grega “meter” e palavra sânscrita “mantra” podem significar “mãe” e “medida”.
    As mulheres nativo-americanas eram honradas com a expressão “Vida da Nação” pela sua dávida de maternidade.
  • Buda honrou as mães quando disse: “Uma mãe, mesmo que arrisque a sua vida, ama e protege o seu filho para que o homem possa cultivar a compaixão pelo mundo inteiro”.
O Dia da mãe é agora celebrado em muitos países do mundo. Austrália, México, Dinamarca, Finlândia, Itália, Turquia, Bélgica, Rússia, China ou Tailândia são alguns dos muitos países com celebrações especiais dedicadas às mães. Os dias, contudo, diferem por vezes de país para país.


2º domingo de maio – Estados Unidos, Brasil, Dinamarca, Finlândia, Japão, Turquia, Itália, Austrália e Bélgica
2º domingo de fevereiro – Noruega
2º domingo de outubro – Argentina
2º dia da primavera – Líbano
1º domingo de maio - Portugal
10 de maio – México
8 de dezembro – Espanha
Último domingo de maio – Suécia
4º domingo da Quaresma – Inglaterra
"Uma mulher existe que, pela imensidão de seu amor,
tem um pouco de Deus,
e muito de anjo pela incansável solicitude dos cuidados seus;
uma mulher que, ainda jovem,
tem a tranqüila sabedoria de uma anciã e,
na velhice, o admirável vigor da juventude;
se de pouca instrução,
desvenda com intuição inexplicávelos segredos da vida e,
se muito instruída age com a simplicidade de menina;
uma mulher que sendo pobre,
tem como recompensa a felicidade dos que ama,
e quando rica, todos osseus tesouros daria
para não sofrer no coração a dor da ingratidão;
sendo frágil, consegue reagir com a bravura de um leão;
uma mulher que, enquanto viva,
não lhe damos o devido valor,
porque ao seu lado todas as dores são esquecidas;
entretanto quando morta,
daríamos tudo o que somos e tudo o que temos
para vê-la de novo ao menos por um só momento,
receber dela um só abraço,
e ouvir de seus lábios uma só palavra.
Dessa mulher não me exijas o nome,
se não quiseres que turve de lágrimas esta lembrança,
porque... já a vi passar em meu caminho.
Quando teus filhos já estiverem crescidos,
lê para eles estas palavras.
E, enquanto eles cobrem a tua face de beijos,
conta-lhes que um humilde peregrino,
em paga da hospedagem recebida,
deixou aqui para todos o esboço do retrato de sua própria mãe.
"Tradução do original de D. Ramóm Angel Jara Bispo e Orador Chileno "

video

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Visitantes